Cel.: (31) 9-9343-7858
Whatsapp: (31) 9-9343-7850
Email: contato@mitofreela.com.br
End.: Ouro Preto | Minas Gerais

Tic Tac de Minions e Milhares de Vendas Perdidas

Muitas empresas procuram o auxílio de profissionais de comunicação e marketing para popularizar – e, com isso, vender – suas marcas e produtos. Cada vez mais, estas empresas apostam no poder das redes sociais e torcem para a viralização de seu conteúdo com uma forcinha dos social media, experientes observadores do comportamento virtual. Mas por que não aproveitar uma “campanha” criada por seus próprios consumidores? Se você fosse dono(a) de uma grande empresa, o que acharia de produzir uma variação de algo que você já comercializa, sabendo que há filas e filas de pessoas apenas esperando este produto apenas ser criado para comprar? Uma ótima oportunidade de mercado, não? A demanda e o consumidor já existem, e aumentam cada vez mais a cada compartilhamento desta foto:

Tic Tac Minions

Apesar da genialidade do Luke Hayes ao pintar estes Tic Tacs com as carinhas divertidas dos Minions da animação Meu Malvado Favorito, eles ainda não estão à venda. Muitos e muitos consumidores fiéis da Tic Tac compartilharam esta imagem no Facebook da própria empresa nos EUA acompanhada de legendas exaltadas que quase imploravam: “Por favor, façam Tic Tac de Minions! Pago o preço que for!”. Além de outras contribuições para o desenvolvimento do produto: “Seria perfeito se eles fossem sabor banana!”. No fundo, todas as legendas queriam dizer apenas uma coisa: “Venda para mim! Eu desejo este produto!”.

Neste momento me pergunto onde estão os profissionais de comunicação, marketing e social media da Tic Tac que, em vez de aproveitarem esta campanha e ideia orgânicas, geradas pelo próprio público alvo, respondem com comentários vagos as solicitações por Tic Tacs em forma de Minions.

A postura da empresa é neutra. Não demonstram intenção de criar as balinhas divertidas, ainda que em edição especial. Simplesmente avisam que elas não existem e que vão informar caso resolvam criar algumas caixinhas (e, nisto, imaginamos que sejam poucas, menos do que a quantidade de gente que já manifestou a vontade de comprar). Os fãs da página (e da marca) insistem e, periodicamente, repetem sua vontade, compartilham novamente a foto, marcam os amigos e continuam a campanha gratuita por um produto que não têm previsão de obter. Caramba, pessoal! Vocês já têm a divulgação, o público, o conceito do produto, a fábrica preparada para fazer Tic Tacs coloridos… ENTÃO CADÊ OS NOSSOS MINIONS COMESTÍVEIS?

Ficamos por aqui com as Dores e Delícias de Designear e o pesar pelas milhares de vendas perdidas pela Tic Tac. Se nossos clientes implorassem por algum produto ou serviço, aproveitaríamos a oportunidade de satisfazê-los (e a nós também, por que não?). Ainda com esperança de balinhas amarelas e azuis…

2 versões do Mito

Aumentar um ponto

Mito - Soluções Gráficas e Digitais